Siberia – e uma sensacao, uma imagem mais do que uma denominacao geografica. Tudo que se extende por traz das montanhas de Ural para Oriente, toda a parte norte do continente asiatico entende-se por muitos, por estrangeiros em especial, como Siberia. Aqueles que nunca vizitaram este territorio imenso aplicam a este espaco – cidades, taiga (floresta selvagem), mares, rios, lagos e pantanos – entendimento estereotipico: neve, frio, grandes distancias e barbaria …

Na realidade Siberia e muito diversificada. Sua divisao em regioes e convencional: Siberia Ocidental e Oriental, Altai, Tuva e Khacassia, Sayany e Transbaikalia, Yacutia. De mesmo modo pode-se ajuntar a Siberia o Extremo Norte: ocupa espaco de 7 mil quilometros de este para oueste e 3,5 mil qilometros de norte para sul, 10 mil quilometros quadrados: e area de 20 Francas – eis assim a Siberia!

Os primeiros europeus que exploravam Siberia foram pomory – russos do norte. E primeiras cidades russas foram Obdorsk, Tumen, Tobolsk, elas se formaram a base das fortificacoes e fortalezas de madeira construidas depois das expedicoes do chefe de cazaques Ermak na segunda metade do seculo XVI.
Esta terra e muito rica e ate agora pouco explorada pelo homem. Tres seculos atras o sientista e professor russo Mikhail Lomonossov profetou que “o poder russo vai crescendo da Siberia”. Sao muitas as reservas de gas e petroleo, ouro e diamantes, madeira e peles, animais, peixe, agua doce limpida. Nos rios grandes sao construidas maiores potencias centarais. Em geral, na Siberia tudo e gigantesco: rios: Ob, Irtysh, Enissei, Angara, Lena; montanhas: Altai e Sayany; lagos: Baikal e Teletskoe. A perola da Siberia Este e lago Baikal. Este e o mais fundo e, talvez, mais antigo lago do mundo que tem a idade de cerca de 25 milhoes de anos. Ele contem quase uma quarta de todos os estoques de agua potavel do mundo, limpa e transparente. Um disco branco de 30 cm de diametro pode ser visto atravez das aguas de Baikal na profundidade de 40 metros. O lago encontra-se 500 metros em cima do nivel do oceano, tem comprimento de 636 km e largura de 20 a 80 km, a profundidade maxima e a mais de 1637 m. O Baikal esta habitado por diferentes especies de animais e tem 850 especies de plantas, algumas sao unicas.
A consideravel parte do caminho de ferro trans-siberico esta no territorio da Siberia, este caminho de ferro foi construido no fim do seculo XIX – inicio do ХХ, comprimento total e 9332 km.

Os frios da Siberia sao de certo modo uma curiozidade tambem. Sao de 40-50 negativos na escala de Celcio. Uma temperatura negativa de 25-30 graus esta considerada habitual e normal por indigenas. E o verao no sul da Siberia e bastante quente, ate +300C. Pode nadar, mas temperatura de agua esta moderada, em julho esta aquecida ate 17-18 graus. Ha aqui os “mares” artificiais – reservatorios das multiplas potencias centrais electricas. Na parte sul da Siberia encontram-se cidades grandes – Omsk, Novosibirsk, Krasnoyarsk, Irkutsk.
A curiosidade principal na regiao de Krasnoiarsk sao Postes, parque nacional na zona das montanhas de Sayan Oriental.  Os minerios pedrosos ao sair a superficie formaram cerca de 80 conjuntos de rochas em “postes” com altura ate 100 metros. Algumas das rochas, conforme seus contornos, tem nomes proprios: Avo, Velha, Acor, Penas, Fortaleza. Este e lugar predileto de alpinistas. Mesmo em Krasnoyarsk comeca a rota turistica de barco ao afluente de Enissei, ao fundo do norte distante ate Dudinca e Dixon.

Altai Montanhoso tem uma forca atraente. Lago Teletskoe e muito bonito. Os habitantes chamam-no Dourado. Este terreno e muito popular para com os turistas pedestres e aquaticos, amadores de viagens hipo. Os itinerarios complicados de turismo aquatico passam pelos rios Catun, Bashkaus, Tchuia, Tchulymshan. E prestigioso subir o ponto mais alto de Altai – a montanha Belukha ( 4056 metros). Na Shoria Montanhosa sao organizadas pistas para esqui de montanha.
La, nos espacos interminaveis de taiga perdeu-se planalto Putorana – ponto mais alto de todo o planalto da Siberia Central. “Putorana” em lingua indigena evenques significa “pais dos lagos das costas escarpadas”. As vales fundas, ate 1000 metros cortam planalto formando lagos. Do ponto mais alto – montanha Pedra abre-se uma panorama de centenas de quilometros. Os fluxos de agua escorrendo por lados escarpados das vales formam uma serie de quedas de agua. Claro que neste lugar nao ha estradas e turistas chegam ate aqui de helicoptero voando algumas centenas de quilometros.
O veado do norte e muito valioso para os povos indigenas do Norte. Ele esta usado para andar a montada, para transporte hipodorso e em carris, sua pele serve para vestuario, calcado e cobertura das casas tradicionais – “tchum”, sua carne durante centenas de anos e o alimento principal dos povos do norte.

siberia

A Buriatia que fica ao sul e ao este do lago Baikal e o centro budista na Russia. Aqui ha cerca de tres dezenas de datsanes budistas. Mesmo como outros povos de estepes os buriates tem culto de cavalo. O dono da manada sbia a “cara” de cada cvalo. O cavalo-amigo e a personagem de todas as lendas e memorias fabulosas. Esta apreciado muito o valor saudavel da leite das eguas - kumys.
Na vizinhanca, em Tuva encontra-se centro geografico de Asia marcado por  poste. As estradas sao poucas aqui e e dificil chegar ate ca mas a natureza fantastica do territorio atrai viajantes.
Ha pouco apareceu na Russia um novo tipo de turismo – viagem para o Polo Norte. Um grupo de turistas de aviao chega ate arquipelago Spitzberg, a seguir de helicoptero vai para o campo glacial perto do Polo Norte. Aqui os turistas nao perdem tempo em vao, viagam de caes, andam pelas bancas de gelo, voam de balao em cima dos campos brancos e silenciosos. No campo esta organizada sauna polar e recreios. E logo que o tempo permite fazem voo de helicoptero ao ponto com coordenadas 900 00` 000 00`. Felizes viajantes podem telefonar atravez do satelite aos seus familiares e conhecidos, tirar fotos no ponto mais norte do mundo.

Os frios siberianos tambem sao uma especie de coisa notavel. As vezes esses atingem 40-50 graus negativos. Entretanto uns 25-30 graus abaixo de zero os habitantes locais nao os notam: tais temperaturas sao normais para o Inverno. Em compensacao, o Verao no Sul da Siberia e suficientemente quente, as temperaturas chegam ate 30 graus positivos. Pode-se tomar banhos, alias, a agua nos rios e muitas vezes deveras fresca: mesmo em Junho ela se aquece somente ate 17-18 graus acima de zero. Cabe notar que nesta zona ha muitos mares artificiais – represas de inumeras centrais electricas.

Uma grande parte da via ferrea transiberiana, construida no fim do seculo XIX – inicio do seculo XX, passa pela Siberia. A extensao da arteria e de 9332 km. Ha algumas areas onde a Transiberiana ate agora nao tem estradas alternativas, permanecendo esta como principal meio de comunicacao dentro dos espacos siberianos.

A Siberia e diversa e multifacetada. A divisao da Siberia em regioes parece muito convencional: Siberia Ocidental e Oriental, Altai, Tuva e Khakassia, Saiao e Trans-Baicalia, Iacutia. De modo igual e muito convencional a integracao na Siberia do Extremo Norte que se estende 7 mil quilometros de Oeste a Leste, 3,5 km de Norte a Sul, tendo a superficie de 10 mil quilometros quadrados, isto e, vinte territorios de Franca. Eis o que e a Siberia.

A Siberia e uma terra muito rica e ainda pouco explorada pelo homem. Apenas ha tres seculos, o cientista e pensador russo Mikhail Lomonossov predizia que “E com a Siberia que ira crescer o poderio russo”. E terra de grandes reservas de gas e petroleo, ouro e diamantes, madeiras, pelos, animais, peixes, agua potavel pura. As maiores centrais electricas no mundo foram construidas nos seus poderosos rios. Em geral, tudo que se encontra na Siberia e gigante: os rios Obi, Irtiche, Jenissei, Angara, Lena, as serras montanhosas de Altai e Saiao, os lagos Baical e Teletskoie.

“Krasniarskie Stolbi” e um Parque Nacional excepcional situado nos contrafortes da Saiao Oriental no Sul da Siberia. Os afloramentos de rochas criaram cerca de 80 cadeias de montes de 100 m de altura. Alguns destes, devido aos contornos peculiares ate canharam seus nomes: Avo, Avo, Aguia, Penas, Fortaleza. Esse e o lugar predilecto de expedicoes alpinistas. O Parque foi fundado em 1925, por iniciativa dos habitantes da cidade com vista a conservar os pitorescos macicos isolados sieniticos - “pilares”. As bonitas paisagens e os montes de rara beleza tornaram-se centro reunioes e convivios para as pessoas de espirito criativo. Os montes dificeis para a escalada contribuiram para a formacao da escola de escaladores de montanhas e alpinistas de renome mundial.

Jenissei e o maior rio da Siberia e o mais caudaloso da Russia. 22 mil afluentes pequenos e grandes alimentam o Jenissei. Ha poucas pessoas que sabem que na sua corrente superior nas montanhas de Saiao o rio tem dois leitos independentes que sao o Jenissei Grande e o Jenissei Pequeno. O seu percurso comum de 4 mil km de comprimento comeca no centro geografico da Asia, depois o Jenissei atravessa o Territotio de Krasnoiarsk e desemboca no Oceano Arctico. Em algumas areas a largura do Jenissei atinge 3 km, enquanto nas corredeiras o rio se alarga ate 15 km. Quase todo esse caminho pode passar a bordo de um navio de passeio, observando a beleza e o poderio do Jenissei, ver as margens maravilhosas do “irmao do oceano”, onde a taiga e substituida pela tundra, visitar as cidades situadas ao longo do Jenissei, atravessar o Circulo Polar Norte na area de Igarka. O Jenissei nao e somente um rio pitoresco, mas igualmente e uma fonte potente de energia electrica.

O Museu subterraneo de solo permanente gelado unico fica na cidade de Igarka, onde passa o Circulo Polar Norte. A propria cidade situa-se neste solo. Numa das camaras subterraneas de pesquisa cientifica que fica a profundidade de 12 m pode-se ver as camadas de gelo que penetram o solo transformando-o num fundamento muito solido. Neste Museu tambem estao expostos ossos de mamute, corpos de peixes e animais, arvores no solo gelado e nos blocos de gelo.

A jusante da cidade de Ust-Kut, o Lena atravessa o Planalto do Lena e Angara, que e terreno montanhoso (1000 a 1500 m) coberto de florestas. Nesta parte o poderoso rio siberiano corre por um leito profundo de ingremes margens fragosas que, as vezes, atingem altura de 300 metros. Aqui e ali as margens do rio ficam decoradas pelos famosos Pilares de Lena, que parecem construcoes estranhas, entretanto criadas pela propria natureza, e que se estendem para mais de 500 km. A largura da leziria  varia de 1 ate 10 km, tendo em alguns lugares estreitezas, assim chamadas “faces”, por exemplo, a de “Touro bebado” onde a corrente do rio passa pela garganta de 200 m.

O Planalto Putorana perde-se nos enormes espacos da taiga. Essa e parte mais elevada do Planalto da Siberia Central. O “Putorana”, a traduzir da lingua dos habitantes locais, significa “o pais dos lagos com margens arredondadas”. Os vales profundos de ate 100 m cortam o planalto formando lagos. Correntes de agua correm pelas encostas ingremes dos vales formando cadeias de cascatas. Claro que nao ha nenhumas estradas por quais e possivel chegar ate estas paragens, por isso, os turistas sao levados a centenas de quilometros por helicopteros.

A rena foi e continua a ser para os aborigenes a coisa mais valiosa. Eles andam a eles, atrelam-nos, cosem de suas peles vestidos e calcado, constroem destes os seus tchum, assim se chamam as tendas dos indigenas. A carne da rena, como centenas de anos atras, e comida essencial dos povos locais.

As viagens ao Polo Norte sao uma especie de turismo exotico que apareceu na Russia relativamente ha pouco tempo. Os turistas sao trazidos por via aerea de Moscovo ao arquipelago Spitzberg, seguindo depois nos helicopteros ate ao acampamento com tendas montadas sobre o gelo no proprio Polo do Norte. Aqui os turistas passam alguns dias cheios de divertimentos: andam de tiros de caes, de veiculos de neve, executam marchas pelos bancos de gelo, voam de balao sobre os silenciosos campos brancos. O acampamento ate tem uma sauna polar e o parque de diversoes. Finalmente, se o tempo permite, faz-se uma curta viagem de helicoptero ate ao ponto geografico com coordenadas 90?00’00?00’. Os turistas felizes terao a possibilidade de telefonar aos parentes e amigos usando o telefone via satelite e tirar fotos no ponto mais norte do planeta.

A semelhanca de todos os povos nomadas de estepes, os buriatos e tuvineses que povoam o sul da Siberia sempre reverenciam o culto do cavalo. O dono de manada de cavalos sempre conheceu todos os seus cavalos pela de vista. O cavalo-amigo e personagem central das lendas e narracoes. O leite de egua que nas linguas locais chama-se kumis tem grande efeito medicinal.

Para os turistas foi projectado o itinerario historico e etnografico “Grande Circulo de Saiao”. Durante alguns dias os viajantes tomam conhecimento do modo de vida da aldeia siberiana, pernoitam em iurtas dos khakasses feitas de feltro e madeira, escutam o canto gutural dos tuvineses e assistem ao xamanismo em redor de uma fogueira. Da viagem turistica “Circulo de Saiao” faz parte a visita ao museu - reserva na povoacao historica Chuchenskoe que e famosa por ter sido o lugar de exilio de Vladimir Lenine. O passeio de recreio pelo museu - reserva e uma transicao temporal da civilizacao a antiguidade, uma aventura alegre na verdadeira aldeia siberiana dos seculos XIX-XX. Os turistas nao so a observam, mas tambem participam em antigas cerimonias, jogos, dancas e tradicionais cavaqueiras nocturnas. Na taberna serve-se a comida obrigatoria a siberiana: aguardente caseira acompanhada de toucinho e pepino salgado e, a despedida, o cha com tradicionais bolos, feitos com cereja galega servido numa izba siberiana antiga. Os montes de Saiao sao um lugar de grande atraccao turistica e, ao mesmo tempo, uma estancia climaterica natural. A viagem pelo “Circulo de Saiao” e um das tournees exoticas unicas da Russia. Somente em 9 dias havera possibilidade de conhecer o modo de vida multinacional dos siberianos de seculos passados e a vida  contemporaneo deles, de conhecer as fontes de diversas religioes. As paisagens e culturas mudam de 100 em 100 km da viagem, desde a cidade de Krasnoiarsk ate a Khakassia montanhosa. Na Tuva onde estepes se estendem a centenas de quilometros, mal se distinguindo as ruinas de montanhas no horizonte, os viajantes terao descanso num acampamento de iurtas, verdadeiras iurtas de feltro com todas as comodidades, construidas especialmente para turistas. O conhecimento da arte unica, que e o canto gutural, nao vos deixara indiferentes. Na Tuva encontram o centro geografico da Asia. Nesta terra ha mosteiros budistas, a unica clinica xamanista no nosso pais.

O Altai e um pais montanhoso na Asia Central. A palavra traduz-se como “montes dourados”. Ha muitas lendas sobre o Altai. Uma destas narra que la se encontram os portoes para o pais escondido Chambala o qual sera o centro da civilizacao depois de que a Humanidade tera destruido a si mesma. A natureza do Altai e excepcional. Nao existe no mundo um outro lugar que tenha tal diversidade de relevos dentro de um territorio limitado. Aqui e possivel organizar viagens a pe, de barco, de bicicleta, de esqui, idas a montanhas e expedicoes espeleologicas de qualquer nivel de complexidade.

O Altai montanhoso tem uma forca de atraccao especial. O local de interesse particular do Territorio e lago Teletskoe. Os habitantes locais chamam-lhe Dourado. O territorio e muito popular entre turistas a pe, de barco, esquiadores, alpinistas, adeptos de equitacao. As viagens aquaticas complicadas, nas quais se pode testar sua tenacidade e coragem, passam nos rios Katun, Bachikaus, Tchuia, Tchulymchan. Considera-se muito prestigioso efectuar uma escalada ao ponto mais alto das montanhas de Altai que e monte Belukha (4056 m de altitude). Na regiao de Choria Montanhosa, situada nos arredores da cidade Mejduretchensk, ha uma base onde se pode praticar esqui de montanha.

O xamanismo e um sistema de crencas do homem primitivo nos espiritos que sao considerados responsaveis por bons e maus acontecimentos dos quais depende toda a vida do homem. O intermediario entre os espiritos e o homem e o xama. Considera-se que a ele possui as forcas sobrenaturais, a capacidade de predizer o futuro, de curar e encontrar coisas perdidas. Durante a viagem pela Tuva pode-se assistir ao rito de bruxaria dos xamas, conversas com espiritos em torno da fogueira. O rito e acompanhado por gritos esquisitos e batidas no pandeiro. Na capital da Tuva, cidade de Kyzyl, funciona uma clinica xamanista. Os xamas mais verdadeiros narram sobre as suas tradicoes e capacidades. Quem quiser podera saber do seu futuro ou passar o rito de lustracao.

Na Siberia Sul, nas margens do Jenissei, vivem povos menores – khakasses, tuvineses, iacutos, buriatos. O povo khakasses, por exemplo, conta somente com cerca de 80 mil pessoas, os tuvineses - menos de 200 mil. Os representantes destes povos dominam a arte unica de canto gutural. O cantor nao pronuncia letras nenhumas, mas nos sons que ele produz se ouve umas vezes a musica da orquestra, outras vezes os gemidos roucos dum animal. A gente aprende tal arte desde a infancia. Alias, nem todos a conseguem aprender. E de notar que somente os homens praticam o canto gutural.

Aos monumentos mais interessantes da Tuva antiga se referem as estatuas ou os idolos de pedra. Sao esculturas de guerreiros mantendo vasos rituais nas maos. Ha tempo Tuva contava com cerca de 200 destas antigas esculturas, muitas delas foram expostas no Museu Etnografico Republicano em Kyzyl. Entretanto, o monumento mais imponente de todos, chamado “Gengiscao”, permanece na estepe. Alias, esta escultura nao tem nada a ver com o verdadeiro Grande Mongol. O “Gengiscao” esculpido de granito avermelhado tem 1200 anos. Os tuvineses veneram os seus idolos de pedra, creem na sua forca e na sua capacidade de ajudar ou prejudicar.


Visite-nos

Av. De Brasil 90-C
1700-073 Lisboa

Get Direction
Contacte Port-Travel

Tlm: 962 580 520
Tlm: 969 574 542

Email: Vistos@Outlook.pt
Horario

Segunda - Sexta: 10:00 - 19:00
Sabado: 09:30 - 13:30

Dominfo: Fechado :)