As obras da arte popular russsa são capazes de contar muito sobre o carater nacional russo, sobre a história da Rússia, sobre o ideal popular da felicidade e da beleza. A maior parte do artesanato apareceu nos tempos antigos, suas raizes são do ofício camponêz. A própria natureza mostrou ao homem os materias e os temas. Nas regiões florestais estava desenvolvendo o ofício de torno, entalhadura em madeira ou casca de bétula. Nas áreas ricas de argila gorda nasceu arte cerámica. Nas regiões do norte da parte europeia da Rússia, em que cultivaram linho apareceu arte de renda. Ural, zona de reservas naturais de ferro, de pedras semipreciosas e de fabricação é famosa por sua arte de fundição, de decocoração das armas, por sua arte de trabalhar as pedras.

Artesanato típico é a cerâmica Gzhel, que traz o nome da aldeia Gzhel na região de Moscovo. Canecas e brinquedos têm um desenho original em dois tons de azul sobre um fundo branco.Gjel é uma região que abrange 27 aldeias a sessenta quilómetros de Moscovo, onde se situa um dos centros tradicionais de cerâmica russa. A palavra gjel hoje em dia tem um significado, ligado à beleza e harmonia, ao conto de fadas tradicional e à história verdadeira. A porcelana com pintura de cobalto e majólica de muitas cores, é famosa não só na Rússia, mas também no exterior. Os objetos de Gjel chamam a atenção dos apreciadores de beleza pela sua rica fantasia e harmonia, e pelo alto profissionalismo dos seus criadores. Gjel é o berço e o principal centro da cerâmica russa. Foi aqui que se criaram as suas melhores características e se revelaram as verdadeiras obras-primas da arte popular.

gzel

Durante centenas de anos os camponeses de Gjel fabricaram objetos de uso quotidiano: azulejos e telhas. A partir da segunda metade do séc. XVIII a aldeia ficou famosa pelo fabrico de loiça de majólica. São objetos de barro de cor, pintados com cores diferentes sobre o fundo de esmalte branco. No séc. XIX os artesãos de Gjel inventaram um novo material e uma nova tecnologia: passaram a fabricar peças de semi- faiança, faiança e porcelana.

Madeira e osso gravado, renda e bordado, pintura em madeira e metal, cerámica, tecidos estampados, peças de couro e peles são muiitas dezenas de ofícios de artesanato. Entretanto nem todos ganharam fama mundial, os ofícios celebres são de: matrióshka, pintura de Khokhlomá, cerámica de Gzhel, miniatura de Palekh, bandejas de Jostovo, xale de Pavlov Possád, renda de Vologda, brinquedos de Dýmkovo, pintura de Gorodets, peças fundidas de Kaslin.

A lembrança mais famosa da Rússia é a boneca Matrióshka, pintada de várias cores brilhantes. Por dentro a Matrióshka há várias bonecas. Cada uma mais pequena que a anterior, cabendo umas dentro das outras. Matrióshka – é a lembrança russa mais difundida e bastante “jovem” tem umpouco mais de 100 anos. Originou-se do boneco japonês – sábio budista Fukurumo. Poucos anos depois de aparecer à luz a matrióshka já estava representada na Exposição internacional de París onde ganhou medalha e reconhecimento mundial. Mesmo lá no París foam apreciadas muito peças fundidas de Káslin. Cigarreira de ferro fundido de Kaslin tinha mesmo preço que uma cigarreira de prata igual em peso.

matreska

Ora, “Khokhloma” – pintura da madeira por tintas dourada, rubra e preta – nasceu há muito tempo no século XVII e desde então a tecnologia alterou pouco.
A miniatura de Palekh tem sua otigem no velho ofício de pintar icones. Nos anos 20, no período de “ateismo combatente” este artesanato conseguiu sobreviver. Os mestres de icones começaram a fazer guarda-joias, broches, cigarreiras pantadas no estilo antigo substituindo as cenas de pinturas por maias adequadas ao rerime soviético – cenas da vida soviética, cenas fabulosas, lendárias, históricas e literárias. Foi muito surpreendente a mistura da pintura fina e “espiritual” com o “conteudo materialista”: tratores, mulheronas e bandeiras rubras.

A pintura de Gorodéts apareceu noa meados do século XIX e demonstra como o povo simples imagina “vida boa”. Além das flores e animais, os mestres de Gorodéts gostaram pintar passeios, festas, gente bebendo chá etc. Os protagonistas destas cenas são camponeses ricos, cidadãos e comerciantes – alegres, ricos e bem vestidos.

Actualmente russos apreciam e gostam muito das obras de artesanato. Quase em cada casa pode encontrar uma estátua de Caslin ou tábua da cuzinha de Gorodéts, ou colher de madeira de Khokhlomá ou barril de Polkhovomaidan, ente os brinquedos das crianças com certeza vai encontrar uma matrioshka e pirámibe pintada. São frequentes as colecções de porcelanas de Gzhel, obras de Khokhlomá ou brinquedos de Dýmkovo.

As obras de artesanato estão na venda em todos os centros turísticos e ao deixar Rússia é impossivel sair do país sem uma peca de artesanato. Flores macias e pinturas finas, rendas esbeltas e brinquiedos engraçados farão lembrar do país imenso, do povo generoso de muita bondade e talento.


Visite-nos

Av. De Brasil 90-C
1700-073 Lisboa

Get Direction
Contacte Port-Travel

Tlm: 962 580 520
Tlm: 969 574 542

Email: Vistos@Outlook.pt
Horario

Segunda - Sexta: 10:00 - 19:00
Sabado: 09:30 - 13:30

Dominfo: Fechado :)